Pium, quarta 14 de novembro de 2018

Meio Ambiente

Monumento Natural das Árvores Fossilizadas do Tocantins

17/06/2018 15h34

Crédito: Web Árvores Fossilizadas

Heloísa de Arimatéia Moreira

 

O Monumento Natural das Árvores Fossilizadas do Tocantins (MNAFTO) , encontra-se no município de Filadélfia –TO, sendo a sede no distrito de Bielândia (localizado a 50 km do município de Filadélfia). Sua área de abrangência inclui também o município de Babaçulândia- TO. O Monumento é administrado exclusivamente pelo Instituto Natureza do Tocantins  (NATURATINS).

 

O monumento abriga a mais completa floresta fossilizada do mundo. Esta floresta viveu no Período Permiano da Era Paleozoica, entre 250 e 295 milhões de anos, sendo, assim, anteriores aos dinossauros. Chamados de “paus de pedra” pelos moradores da região, os fósseis são caules de árvores que foram se decompondo e, com o tempo, foram preenchidos com minerais e assim se tornaram pedras.

 

Esse acervo natural ocupa uma área de 32 mil hectares do cerrado tocantinense e a Unidade de Conservação ambiental foi criada pela Lei 1.179 de 4 outubro de 2000. De acordo com pesquisas realizadas no local, os fósseis têm mais de 250 milhões de anos. Entre os principais fósseis encontrados no monumento destacam-se as samambaias arborescentes. A Unidade de Conservação conta com um Centro de Recepção de Visitantes, que fica localizado no distrito de Bielândia, no município de Filadélfia. O local dispõe de uma estrutura adequada para receber profissionais e acadêmicos, contando com sede administrativa, banheiros, alojamentos masculinos e femininos, auditório e estacionamento.

 

Percebe-se que o Estado do Tocantins é rico em biodiversidade natural devemos cuidar e preservar essa riqueza que é patrimônio nosso. Que a preservação do meio ambiente não fique registrada só no dia 05 de junho ( dia Mundial do Meio Ambiente), mais sim no nosso cotidiano.

Tocantins, 10/06/2018

HELOÍSA DE ARIMATÉIA MOREIRA
Profª M.a. Ensino Superior

 



Marcos Leão e Selene Vital - Redatores da coluna Meio Ambiente do Eco do Tocantins

 

   

Comentários (0)

  • Nenhum comentário publicado. Clique aqui para comentar.
Jornal Ecos do Tocantins    |    Contato: trajanocoelho@gmail.com    |    (63) 98444-2993