Pium, sábado 16 de dezembro de 2017

Agronegócios

CMN libera R$ 7 bilhões de bancos rurais para crédito livre

01/12/2017 10h10

Wellton Máximo - DE BRASÍLIA (DF) O crédito rural foi prorrogado para atender a demanda do setor rural
 

O Banco do Brasil (BB) e outras instituições financeiras que operam a poupança rural poderão conceder R$ 7 bilhões em crédito para pessoas físicas e jurídicas. O Conselho Monetário Nacional (CMN) redirecionou recursos captados da poupança rural para o BB, as cooperativas de crédito e os bancos cooperados emprestarem livremente.

O CMN reduziu de 65% para 60% a fatia dos depósitos em poupança rural que as instituições financeiras são obrigadas a destinar ao crédito rural (agrícola e pecuário). Em troca, elevou de 14% para 19% - também da poupança rural – o percentual que elas podem aplicar de forma livre.

O chefe do Departamento de Regulação, Supervisão e Controle das Operações de Crédito Rural do Banco Central, Cláudio Figueiras, disse que a redução do direcionamento da poupança rural foi possível porque outras fontes de crédito para a agropecuária cresceram. Dessa forma, o total de crédito para os produtores rurais será mantido, liberando o dinheiro para o crédito livre.

Em junho, o CMN tinha elevado a parcela dos depósitos à vista e dos recursos aplicados em Letras de Crédito do Agronegócio (LCA) que devem ser destinadas ao crédito rural. Com isso, segundo Figueiras, uma parcela dos depósitos de poupança rural estava empoçada, destinada a empréstimos para a agropecuária, mas sem demanda.

“A redução se destina a readequar o fluxo de recursos do Sistema Financeiro Nacional à demanda do setor rural. Com isso, o percentual que as instituições financeiras captadoras de poupança rural podem aplicar livremente também foi ajustado”, informou o Banco Central em nota.


(Da Agência Brasil)

   

Comentários (0)

  • Nenhum comentário publicado. Clique aqui para comentar.
Jornal Ecos do Tocantins    |    Contato: trajanocoelho@gmail.com    |    (63) 98444-2993