Pium, sexta 21 de julho de 2017

Educação

IFTO realiza manifestação contra a proposta de emenda que limita por 20 anos gastos e investimentos do Governo Federal

10/10/2016 09h03

TCNII Registro da manifestação na Praça Liberato Póvoa

Trajano Coelho Netto II - Ecos do Tocantins

Alunos do Instituto Federal de Educação de Dianópolis, realizaram na manhã do sábado último, 08 de outubro, na praça Francisco Liberato Póvoa, ato público contra a Proposta de Emenda Constitucional que limita por 20 anos os gastos e investimentos do Governo Federal que busca a concretização do equilíbrio das contas públicas, cujo o rombo deixado por gestões anteriores é estimado em cerca de 170 bilhões de Reais.

Segundo o diretor da instituição de ensino, Jonas Brito, em recente entrevista concedida ao programa de rádio " Ecos do Tocantins Notícias " , é absolutamente necessário promover o saneamento das contas públicas, mas não de forma a inviabilizar a estruturação e o desenvolvimento da Educação e de outras áreas consideradas fundamentais para a evolução educacional, econômica, social e cultural do povo brasileiro. " Outras maneiras de promover arrecadações menos nocivas à sociedade, dizem respeito ao estancamento da corrupção, cobrança setorial justa de impostos, redução sistemática dos recursos destinados a emendas e gastos de parlamentares bem como regalias sistematicamente concedidas aos poder Executivo e Judiciário.

O professor Estanho, catedraticamente especialidade em Sociologia, falou no encontro promovido em praça pública, visando uma mais eficiente socialização do grave problema ora enfrentado, resultante da Proposta de Emenda Constitucional 241. O versátil professor enumerou as consequências desastrosas que estão por vir, citando a regressão de todas as ações que compõem o processo educativo, tais como a construção e manutenção de edifícios para abrigar salas de aulas e laboratórios, preservação da qualidade do ensino, aprimoramento de professores, valorização salarial pertinente ao que é preconizado pela Lei de Responsabilidade Fiscal e outras necessidades de primeira grandeza.

Um jornalista radicado na chamada " Terra das Dianas ", por concessão dos organizadores, enfocou em sua mensagem quase contundente, o aliciamento de parlamentares da Câmara e do Senado para que aprovem a Proposta de Emenda Constitucional à ser votada no Congresso Nacional, onde o Presidente da República oferece jantares, realiza contacto direto com os mandatários, telefônicos ou pessoais, tentando garantir a aprovação da PEC 241. A descarada prática do " toma lá da cà " ainda é uma poderosa ferramenta de convencimento...

Alunos do curso superior e ensino médio do IFTO, com muita propriedade e determinação, também emitiram suas opiniões condenando as pretensões do governo central de sepultar as perspectivas promissoras da Educação, usando como artifício de ordem econômica o corte de recursos de áreas vitais. Os jovens falaram ao público marcando posições sobre o que pensam e o que pretendem fazer em defesa daqueles que foram considerados baluartes desta guerra desigual, e idealista pela Educação.

A PEC em questão será votada na Câmara dos Deputados ainda esta semana e será aprovada com o aporte de cerca de 320 votos, líderes governistas afirmaram que já foram contabilizados 360, números mais que suficientes para a aprovação.

Os projetos educacionais e estruturais do IFTO serão diretamente atingidos pelo ato institucional.

   

Comentários (0)

  • Nenhum comentário publicado. Clique aqui para comentar.
Jornal Ecos do Tocantins    |    Contato: trajanocoelho@gmail.com    |    (63) 98444-2993