Pium, sábado 17 de novembro de 2018

Política

A cúpula do PT nem sequer considerou hipótese de vitória de Fernando Haddad, neste domingo, apesar de publicamente afirmar o contrário

29/10/2018 06h55

Divulgação Candidato petista derrotado Fernando Hadad
 A cúpula do PT nem sequer considera hipótese de vitória de Fernando Haddad, neste domingo, apesar de publicamente afirmar o contrário:

a meta é permitir ao partido sobreviver e tentar retomar a presidência em 2022. “Nosso objetivo realista é chegar a 47%”, disse fonte ligada à cúpula do partido. Eles esperam repetir a performance de Lula em 1989, quando perdeu para Fernando Collor por 53% a 47% dos votos. 

Ibope e Datafolha, registrando redução da vantagem de Bolsonaro para 14 e 12 pontos, respectivamente, reanimaram a militância do PT.

O Instituto Paraná Pesquisa apurou que a vantagem de Bolsonaro em relação a Haddad é bem maior: 21,2% dos votos válidos.

Carlos Augusto Montenegro (Ibope) não duvida da vitória de Bolsonaro: “A questão não é quem e sim quanto”, disse, referindo-se à diferença.

Longe de plateias, o PT avalia improvável virar contra Bolsonaro, mesmo considerando os 12 pontos apontados pelo Datafolha.

Diário do Poder

   

Comentários (0)

  • Nenhum comentário publicado. Clique aqui para comentar.
Jornal Ecos do Tocantins    |    Contato: trajanocoelho@gmail.com    |    (63) 98444-2993