Pium, terça 12 de novembro de 2019

Agronegócios

Índia: Programa de melhoramento genético de raças indianas tem apoio de pesquisadores da Embrapa

29/01/2019 10h42

Embrapa Gado de leite Pesquisa internacional
 
Pesquisadores estiveram no país em 2018 para treinar técnicos e auxiliar na montagem do laboratório de reprodução animal da instituição. Eles produziram e transferiam os primeiros embriões, que culminaram no nascimento de duas bezerras, uma da raça Gir e outra da raça Sahiwal.

Esta semana, o nascimento de duas bezerras na cidade indiana de Anand, por meio da tecnologia de fertilização in vitro (FIV), foi destaque no The Times of India, um dos maiores e mais tradicionais jornais da Índia, o de maior circulação em língua inglesa. O sucesso do trabalho foi possível graças ao apoio dos pesquisadores da Embrapa Gado de Leite, Luiz Gustavo Siqueira e Luiz Sérgio Camargo.

Eles estiveram na Índia em março de 2018, a convite da National Dairy Development Board (NDBB), empresa criada nos anos 1960 pelo governo indiano para apoiar produtores de leite e organizações do setor leiteiro. Siqueira e Camargo treinaram técnicos e auxiliaram na montagem do laboratório de reprodução animal da instituição. Na oportunidade, produziram e transferiam os primeiros embriões, que culminaram no nascimento de duas bezerras, uma da raça Gir e outra da raça Sahiwal.

“Apesar de ser uma raça de origem indiana, o programa de melhoramento da raça Gir, trazida para o Brasil nos anos 30, é muito bem sucedido. Por questões culturais da Índia, que impedem o descarte de bovinos, os programas de melhoramento deles não podem ser tão intensivos quanto os nossos”, explicou Siqueira. O chefe de Pesquisa e Desenvolvimento da Embrapa Gado de Leite, Pedro Arcuri, destaca que os indianos pretendem usar a expertise da Embrapa para aumentar a produtividade leiteira daquele país.

Arcuri cita as próprias palavras do presidente da NDBB, Dilip Rath, publicadas na matéria do The Times of India, para ilustrar a importância do trabalho de parceria que vem sendo realizado entre as duas instituições. “A experiência e o sucesso da Embrapa vai contribuir para que a Índia obtenha a genética de excelência que o Brasil obteve com a raça Gir”.

AMPLIAÇÃO DA PARCEIRA

O chefe de Transferência de Tecnologia da Embrapa Gado de Leite, Bruno Carvalho, reforça que a notícia veiculada com destaque na imprensa indiana é um desdobramento de entendimentos entre a Embrapa e a NDBB, que já vêm sendo desenvolvidos há algum tempo. Segundo ele, a intenção do governo indiano é a de ampliar ainda mais a parceria.

“Recebemos recentemente um comunicado do adido brasileiro na Índia com proposta de incrementar o programa de cooperação técnica, a fim de treinar mais técnicos no Brasil em FIV e genômica. Eles também desejam apoio para a construção de um centro de excelência em Gir na Índia”, afirmou. Em fevereiro, uma comitiva indiana deverá visitar a Embrapa para iniciar discussões sobre ampliação dos entendimentos entre as instituições.

Carvalho recorda que a parceria com a NDBB remete há cerca de cinco anos, quando pesquisadores da Embrapa participavam de um evento da Fundação Bill & Melinda Gates no Rio de Janeiro, com presença do diretor da instituição indiana que solicitou visita à Embrapa Gado de Leite para conhecer de perto o trabalho de melhoramento realizado com a raça Gir.

Desde então, os contatos foram se intensificando. Em 2017, Bruno Carvalho e Luiz Sérgio Camargo estiveram na Índia para discutir aspectos do convênio de colaboração técnica, que foi selado ao final daquele ano, com a visita dos dirigentes e pesquisadores indianos ao Brasil.

Ainda naquele ano, dois técnicos da NDBB passaram três semanas em treinamento na Embrapa Gado de Leite e em março de 2018 Luiz Gustavo Siqueira e Luiz Sérgio Camargo estiveram em Anand para treinar mais seis técnicos e apoiar o início do funcionamento do laboratório de reprodução recém montado pela instituição, ocasião em que o trabalho de produção das bezerras recém-nascidas foi realizado.

“O trabalho mútuo de articulação e conhecimento vai proporcionar importantes avanços nos trabalhos de pesquisa para os dois países”, prevê Pedro Arcuri.


(Da Embrapa Gado de Leite)

   

Comentários (0)

  • Nenhum comentário publicado. Clique aqui para comentar.
Jornal Ecos do Tocantins    |    Contato: trajanocoelho@gmail.com    |    (63) 98444-2993