Pium, quarta 19 de dezembro de 2018

Meio Ambiente

Órgãos vistoriam bacia do Rio Formoso; rodízio ou a suspensão de captação de água para grandes projetos agrícolas são cogitados

31/07/2018 13h41

MPE Produtores rurais colaboram na vistoria, que ocorre no âmbito de uma Ação Cautelar proposta pelo MPE que visa promover o uso sustentável da bacia do Rio Formoso e reverter a situação de crise hídrica
 
Na vistoria, estão sendo realizadas imagens em sobrevoos de avião e em voos de drone. Estas serão reunidas a imagens de satélite, permitindo que seja conferido o nível de redução do volume de água e a consequente formação de bancos de areia no leito do rio.

Ministério Público Estadual (MPE), Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins), Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Polícia Militar Ambiental e Polícia Civil estão realizando vistoria técnica na bacia do Rio Formoso, no município de Lagoa da Confusão, a fim de mensurar o nível de água do rio. A ação teve início na segunda-feira, 30, e prosseguiu  nesta terça, 31.

Na vistoria, estão sendo realizadas imagens em sobrevoos de avião e em voos de drone. Estas serão reunidas a imagens de satélite, permitindo que seja conferido o nível de redução do volume de água e a consequente formação de bancos de areia no leito do rio.

A intenção é analisar as imagens coletadas na quarta-feira, 1º. A partir dos resultados, poderão ser adotadas providências como o rodízio ou a suspensão de captação de água para fins de irrigação de grandes projetos agrícolas.

A atividade ocorre no âmbito de uma Ação Cautelar proposta pelo MPE que visa promover o uso sustentável da bacia do Rio Formoso e reverter a situação de crise hídrica que se apresentou nos períodos de estiagem dos últimos anos.

Por parte do Ministério Público, participam da vistoria o promotor de Justiça Francisco Brandes Júnior e técnicos do Centro de Apoio Operacional de Urbanismo, Habitação e Meio Ambiente (Caoma).

Os produtores rurais da região estão colaborando com o trabalho de vistoria. (Do MPE-TO)

   

Comentários (0)

  • Nenhum comentário publicado. Clique aqui para comentar.
Jornal Ecos do Tocantins    |    Contato: trajanocoelho@gmail.com    |    (63) 98444-2993