Pium, sábado 23 de setembro de 2017

Cultura

Confissão a jato

12/07/2017 05h50

Enio (Diário do Poder) Confissão a jato
 Joaquim Felizardo era um velho militante e foi logo preso, no golpe de 1964. Aguardava a vez de ser interrogado no corredor do Dops, ao lado de outro suspeito de ser comunista, um advogado gay, quando o delegado gritou:

- Tragam o pederasta e o comuna!

Progressista, mas nem um pouco politicamente correto, Felizardo deu um salto à frente para confessar rapidinho:

- Doutor, o comunista sou eu, hein?

Diário do Poder








   

Comentários (0)

  • Nenhum comentário publicado. Clique aqui para comentar.
Jornal Ecos do Tocantins    |    Contato: trajanocoelho@gmail.com    |    (63) 98444-2993