Pium, sábado 16 de dezembro de 2017

Política

Contra candidato impugnado em 2016, Cleoman Correia Costa vence e é o novo prefeito de Itacajá

04/12/2017 11h11

Facebook O vereador Cleoman Correia Costa (PR), foi eleito prefeito de Itacajá

Vereador Cleoman Correia Costa, eleito nesse domingo com 52,90% dos votos válidos A população apostou na mudança e elegeu o vereador Cleoman Correia Costa (PR) prefeito da cidade na eleição suplementar desse domingo, 3. O vice-prefeito é Clodoaldo Pereira do Nascimento, ambos pela coligação "Humildade e Responsabilidade" (SD/PR). Eles foram eleitos com 2.545 votos, 52,90% dos votos válidos.

O ex-prefeito Manoel Pinheiro (PSDB) fez 2.248 votos ou 46,73% do total válido. O petista Raimundo Marcos conseguiu apenas 18 votos ou 0,37% do total.

A eleição suplementar de Itacajá contou com um fato jurídico inusitado. O candidato impugnado em 2016, Manoel Pinheiro, razão de ter sido necessário um gasto adicional com o novo pleito, foi autorizado pela Justiça Eleitoral a disputar a prefeitura nesse domingo.

A apuração das urnas foi encerrada às 17h35, sendo registrados apenas 25 votos brancos e 75 nulos, representando respectivamente 0,51% e 1,51% do total do eleitorado. De acordo com o calendário Eleitoral os candidatos eleitos devem ser diplomados em até 15 dias, passando antes pela prestação de contas.

Dos 5.410 eleitores dos municípios, 91,21% compareceram as seções de votação, tendo uma abstenção de 8,795. Segundo a chefe de Cartório, Magna Regina Olimpo, as eleições ocorreram sem nenhuma intercorrência grave, “com destaque para as eleições limpas, sem sujeita de santinhos nas ruas e nas portas das seções eleitorais”.

O pleito também registrou a participação efetiva dos eleitores indígenas. Ao todo, no município de Itacajá 719 eleitores indígenas de 16 aldeias estavam aptos a votar, distribuídos em três seções instaladas dentro das aldeias Santa Cruz e Manoel Alves Pequeno.

Foram disponibilizadas duas tendas para concentração dos indígenas que eram transportados para as seções, ação destacada pelo juiz eleitoral Marcelo Rostirolla, “as estruturas impediram assim, a compra de voto, pois os carros que realizavam o transporte foram orientados a pararem apenas nesses locais facilitando a fiscalização”, disse.

A apuração dos votos foi acompanhada pelo presidente do Tribunal Regional do Tocantins (TRE-TO), desembargador Marco Villas Boas, juntamente com o diretor-geral José Machado e Secretários, de forma simultânea e online, por meio do sistema Vídeo Wall instalado na sede do Regional.

Ao finalizar a totalização dos votos o presidente do TRE-TO parabenizou a atuação do juiz eleitoral da 33ª Zona Eleitoral de Itacajá e também de toda a equipe da Justiça Eleitoral envolvida no Pleito. “A Justiça Eleitoral não mediu esforços para garantir novamente uma eleição rápida, segura e transparente aos eleitores de Itacajá. A participação efetiva dos indígenas também demonstra o interesse deles em contribuírem com a política e a democracia do nosso país. O TRE Tocantins trabalha para garantir o acesso dessas comunidades aos direitos fundamentais, como a participação no processo eleitoral, em conformidade com as diretrizes das Nações Unidas”, ressaltou.

Julia Kraô fez questão de votar e ajudar a escolher os representantes municipais. “Depois que comecei a entender faço questão de votar, pois agora sei que o que vale é o voto consciente”, afirmou a indígena.

Todos os eleitores votaram por meio da identificação biométrica, o coordenador de sistemas eleitorais e logística do TRE-TO, Fernando Mendonça, ressaltou que os eleitores indígenas receberam positivamente a atuação das forças de segurança, que contou com o apoio da Policia Federal, Militar e Civil, “o que garantiu a tranquilidade do pleito nas seções de votação das aldeias indígenas”, avaliou.


( Ascom do TRE-TO)

   

Comentários (0)

  • Nenhum comentário publicado. Clique aqui para comentar.
Jornal Ecos do Tocantins    |    Contato: trajanocoelho@gmail.com    |    (63) 98444-2993