Palmas, quinta 27 de abril de 2017

Esporte

Goleiro Follmann ficou aliviado ao pousar no Brasil, diz médico da Chapecoense

13/12/2016 09h05

G1 SP Goleiro Jackson Follmann chega ao Brasil e é internado em hospital em SP

Por G1 São Paulo

Duas semanas após ser vítima de um acidente aéreo com o time da Chapecoense na Colômbia, o goleiro Jackson Follmann ficou aliviado ao pousar no Brasil, segundo o ortopedista da Chapecoense, Marcos Nagli. O voo que trouxe o jogador deixou Medellín na tarde de segunda-feira (12) e fez uma escala em Manaus às 20h30, chegando a São Paulo já na madrugada de terça-feira (13).

"Ele não tinha expressão. A única coisa que eu vi foi que ele soltou o ar. Ele estava segurando na hora do pouso e, quandou pousou, ele soltou um pouco o ar. Então, sem dúvida, uma sensação de alívio", afirma Nagli. Segundo o médico, o goleiro ficou acordado durante todo o trajeto.

O avião, equipado com uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI), pousou no Aeoporto de Congonhas à 0h20. Um dos seis sobreviventes do acidente aéreo que matou 71 pessoas no fim de novembro na Colômbia, o jogador de 24 anos teve parte da perna direita amputada e irá seguir tratamento no Hospital Albert Einstein, na Zona Sul da capital.

O jogador foi levado para o hospital de ambulância e chegou ao complexo cerca de 1 hora após seu avião pousar em São Paulo.

Follmann deverá fazer uma cirurgia delicada para corrigir uma fratura na coluna cervical, em uma das vértebras. "Toda cirurgia tem um risco calculado. E nós queremos que esse risco calculado seja extremamente baixo. Por isso, tomamos as melhores decisões e usamos os melhores equipamentos possíveis. Por isso estamos aqui", disse o ortopedista da Chapecoense no Hospital Albert Einstein.
Follmann veio a São Paulo acompanhado ainda da noiva. No domingo (4), Follmann gravou um áudio para amigos e família. O conteúdo foi divulgado pelo programa Fantástico, da Rede Globo. No áudio, o jogador tranquiliza a todos e promete melhorar em breve.

Outras duas vítimas do acidente com o voo da Chapecoense, o jornalista Rafael Renzel e o jogador Alan Ruschell chegam a Santa Catarina na noite de terça-feira. Ainda não há previsão para que o zagueiro Neto, que ainda está internado na Colômbia, retorne ao Brasil.

O ortopedista da Chapecoense afirma que recuperação das quatro vítimas é como a necessidade de vencer um jogo por 4x0.

   

Comentários (0)

  • Nenhum comentário publicado. Clique aqui para comentar.
Jornal Ecos do Tocantins    |    Contato: trajanocoelho@ecosdotocantins.com.br    |    (63) 9218-5652