Pium, quinta 20 de junho de 2019

Política

Senador de poucos discursos e muitas articulações, o Davi que derrotou Renan terá de pacificar o Senado

04/02/2019 02h12

Pozzebom / ABr Davi, ao centro, comemora sua eleição com aliados de vários partidosFábio Rodrigues

Por Edson Sardinha , Sylvio Costa e Rafael Neves

O vencedor da disputa mais acirrada da história do Senado é um homem pouco propenso a fazer declarações públicas, mas muito ativo nas articulações políticas. Depois de quatro anos de mandato longe dos holofotes,

Davi Alcolumbre (DEM-AP) é agora o chefe do Congresso, o terceiro na linha da sucessão presidencial, o senador que derrotou o MDB, partido que presidiu a Casa em 30 dos 34 anos da nova República. Será lembrado daqui em diante como o parlamentar que impôs a Renan Calheiros (MDB-AL), que postulava a presidência pela quinta vez, sua maior derrota eleitoral.

“Davi não é Davi. Davi é Golias. É o novo presidente do Senado e eu retiro minha candidatura", disse o senador alagoano em tom de protesto, ao sair da disputa na tarde deste sábado (2), quando percebeu que seria derrotado mesmo com a votação secreta pela qual tanto lutou.

Congresso em Foco

   

Comentários (0)

  • Nenhum comentário publicado. Clique aqui para comentar.
Jornal Ecos do Tocantins    |    Contato: trajanocoelho@gmail.com    |    (63) 98444-2993